Postagens Recentes

Por muito tempo evitamos o corredor do freezer, tratando-o como um lugar comprometedor, ao invés de perceber que pode tornar nossas vidas mais fáceis. Dizemos que “não é tão nutritivo” ou que “é mais caro do que alimentos frescos”, e sentimos uma pontada de vergonha quando optamos por vegetais congelados em vez de frescos. Mas muitas dessas crenças comuns são, na verdade, mitos. Aprender a fazer compras no corredor de alimentos congelados pode revelar um mundo totalmente novo de refeições saudáveis, acessíveis e convenientes. É hora de acabarmos com esses mitos de alimentos congelados.
✅️ Os alimentos frescos são mais nutritivos do que os congelados

A maioria das pessoas presumem que fresco é sempre melhor, e produtos congelados são exclusivamente por conveniência. Mas acontece que o congelamento de produtos realmente ajuda a manter vitaminas e minerais que, de outra forma, seriam perdidos se armazenados à temperatura ambiente ou na geladeira.

Um estudo de 2017 comparou as concentrações de nutrientes selecionados em produtos frescos e congelados, incluindo brócolis, couve-flor, milho, feijão verde, ervilha, espinafre, mirtilo e morango. Os resultados não mostram diferenças significativas entre os teores de vitaminas em produtos frescos e congelados. Na verdade, os produtos congelados superaram os produtos frescos que foram armazenados por cinco dias na geladeira, porque os produtos frescos perdem nutrientes com o tempo.

Você não está se arriscando comprando produtos congelados. Na verdade, você pode estar recebendo um produto ainda mais rico em nutrientes.

✅️ Todos os alimentos congelados são altamente processados

Embora isso já tenha sido padrão para alimentos congelados, os corredores dos freezers de hoje estão repletos de opções mais saudáveis ​​feitas com menos ingredientes. Sua melhor aposta? Leia o rótulo. Quanto maior a lista de ingredientes, maior a probabilidade de ter aditivos e conservantes. Uma das melhores pizzas que já experimentei, da Forneria Oliva  @forneriaoliva , é  congelada. E a de sabor marguerita contém farinha de trigo 00, mussarela de búfala, tomate, queijo parmesão, azeite de oliva, manjericão, sal e fermento biológico – todos os ingredientes que você provavelmente adicionaria à sua própria versão caseira.
✅️  O congelamento de alimentos mata as bactérias

Congelar alimentos não mata bactérias; em vez disso, o congelamento inativa quaisquer micróbios, bactérias, leveduras e fungos presentes nos alimentos, de acordo com o artigo do Food Safety Brazil. Depois de descongelar os alimentos congelados, as mesmas bactérias com as quais seus alimentos foram para o freezer se tornarão ativas novamente e podem até se multiplicar sob as condições certas.

✅️ Todos os alimentos congelados são ricos em sódio

O sódio é encontrado nos alimentos naturalmente, mas também é usado como conservante, o que significa que muito é adicionado aos alimentos processados. De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o brasileiro ingere em média 9,34 gramas, o dobro do recomendado pela OMS. Mas como o próprio congelamento é um conservante, a adição de sódio nem sempre é necessária para prolongar a vida útil dos alimentos congelados. Na verdade, frutas e vegetais congelados geralmente não têm adição de sódio, tornando-os uma alternativa mais saudável.

Que você precisa ser um pouco mais exigente quando se trata de pratos congelados, nós sabemos, mas há muitas opções saudáveis ​​​​por aí. A Cleveland Clinic recomenda selecionar entradas congeladas com menos de 600 miligramas de sódio, portanto, levar nossa pizza de Chocolate Branco com Frutas Vermelhas tá liberado! Possui somente 385 mg por porção.
✅️ Todos os alimentos congelados contêm conservantes adicionados

O congelamento é uma forma natural de preservação, portanto, conservantes adicionados não são necessários para conservar alimentos congelados. Muitas refeições prontas – como as nossas pizzas pré-assadas e congeladas – são livres de conservantes.

A partir de texto extraído do site da Forneria Oliva
www.forneriaoliva.com.br
0

Na minha família, as Festas Juninas  se tornaram uma tradição, especialmente como pretexto para reunir parentes distantes e queridos. Como meus pais e tios moram num sítio na cidade de Sarutaiá (SP), todos os últimos encontros aconteceram naquele espaço. Enfeitamos tudo, compramos e fazemos doces variados, mas o principal prato do dia é sempre a Sopa de Mandioca da D. Nina, que é minha mãe, Nair Costa de Oliveira. 

A receita é simples e tradicional, mas tem todo o sabor que adoramos numa comida caipira. E trás aquele calorzinho e aconchego que queremos numa festa, especialmente quando  realizada nas noites frias do inverno.

A costela bovina é  cortada em pedaços pequenos, com osso, e cozinha bastante, até a  carne se desmanchar de tão macia e o molho encorpar. Procure comprar um pedaço bem carnudo de costela e limpe ao máximo a gordura externa antes de cozinhar. O cozimento longo é o segredo para chegar a um molho saboroso e encorpado. Se tiver tempo, descanse o caldo na geladeira por pelo menos 3h; isto serve para "desengordurar" o molho. E, como sabemos que este é um dos pratos que  melhoram com o descanso, vale preparar um dia antes de servir e só aquecer na hora de levar à mesa.

  INGREDIENTES

● 2 kg de costela bovina bem carnuda separada pelos ossos em quadrados de uns 6cm

●  2 dentes de alho bem picadinhos

● 1 colher (chá) de pimenta-do-reino em grão

●  4 cebolas grandes fatiadas

●  5 litros de água fervente (aproximadamente)

●  1 quilo de mandioca

● 1 xícara (chá) de uma mistura de salsinha e cebolinha

●  Óleo vegetal

● Sal à gosto

PREPARO


1.  Corte a costela em cubos grandes, ou peça para o açougueiro cortar para panela.


2.  Pique o alho e a cebola em pequeno cubinhos. Numa panela de pressão coloque o azeite, a cebola o alho e deixe refogar em fogo baixo até que a cebola comece a ficar transparente. 


3.  Adicione a costela, salpique sal e temperos a gosto, mexa e deixe a carne dourar bem de todos os lados,  em fogo médio. Quando a carne estiver pronta, cubra com água fervente e tampe a panela. Assim que pegar pressão, conte 40 minutos;


4.  Desligue o fogo, transfira os pedaços de costela pra uma tigela e reserve (leve  à geladeira se estiver preparando a receita com antecedência). Com cuidado pra não desmanchar os pedaços de carne, solte e descarte as peles grossas e os pedaços grandes de gordura. Para um preparo mais "magro", passe o caldo por uma peneira e deixe tudo na geladeira por algumas horas. Após, retire a panela da geladeira e, com uma colher, descarte a camada de gordura da superfície.


5. Volte com os pedaços de costela pra panela e aqueça.


6. Na mesma panela com o caldo da costela, coloque a mandioca previamente descongelada e picada em pedaços médios. Tampe e após pegar pressão, deixe cozinhar por 15 minutos.


7. Desligue o fogo, deixe a pressão sair sozinha e abra a panela. 


8. Mantenha a panela em fogo branco para apurar o caldo e, se desejar,  amasse algumas mandiocas para abreviar o preparo . 


9. Adicione mais temperos se necessário e finalize com cheiro-verde picado. 


DICA


É possível fazer a mesma sopa numa panela normal, mas neste caso a cerne terá que cozinha por cerca de 4 horas e a mandioca deverá ser acrescentada já cozida. 

Confira o resultado
 

0

0

Falei sobre dicas  para bolos feitos no liquidificador. Então, chegou a hora de por em prática.  E a receita escolhida foi desse bolo de chocolate com  cobertura cremosa de chocolate e doce de leite.
 
Sua aparência  impressiona, mas é  muito fácil e tem uma equilibrada combinação de sabores. Experimente  !

▶️ INGREDIENTES 

Para a Massa 

●  330 gramas de açúcar 
● 240 ml de leite integral ( 1 xícara de chá)
● 120 ml (1/2 xícara) de óleo de canola 
● 2 ovos grandes (cerca de 140 g) 
● 270 gramas de farinha de trigo 
● 110 gramas de chocolate em pó 
● 120 ml (1/2 xícaras) de café coado 
● 8 gramas (2 colheres de chá) de fermento em pó químico 
● 4 gramaa (1 colher de  chá)  de bicarbonato de sódio
● 15 gramas (1 colher de sopa) de manteiga sem sal, para untar 
● 2 colheres de sopa de farinha de trigo, para polvilhar 

Para a Cobertura 

● 300 gramas  (2 xícaras) de chocolate meio amargo picado 
● 500 gramas de doce de leite pastoso, à temperatura ambiente 

▶️ PREPARO 


1. No liquidificador, junte o açúcar, o leite, o óleo, os ovos, a farinha, o chocolate e o café e bata por 3 minutos. 

2. Despeje numa tigela, adicione o fermento e o bicarbonato e misture com uma espátula.

 3. Despeje a massa na fôrma untada com manteiga e polvilhada com farinha e leve para assar em forno preaquecido a 180ºC por 50 minutos, ou até que um palito enfiado no centro saia limpo. 

4. Retire do forno e deixe esfriar por 10 minutos antes de desenformar e aplicar a cobertura. 

✅️ Assadeira  medindo 21 cm de diâmetro de diâmetro, com furo no meio.

Cobertura 

1. Numa tigela, derreta o chocolate em banho-maria (coloque a tigela com chocolate sobre uma panela com água morna e leve ao fogo baixo, sem deixar a água ferver, até derreter) ou no microondas. 

2. Junte o doce de leite e misture bem. 

3. Espalhe a mistura sobre o bolo com uma espátula ou decore com um bico de confeitar. 
0

Eu cresci em uma família de agricultores que sempre plantou milho, seja para comercialização  ou consumo.  Então, sei do qye estou falando qusndo se trata desse grão delicioso para doces e salgados.  E vou compartilhar  com vocês algumas dicas : 

✅️ Quando você ferve ou vaporiza milho fresco na espiga, a água que fica na panela não é água suja para ser despejada no ralo; é um caldo de milho levemente aromatizado. Não jogue fora! (Você também pode fazer um caldo semelhante se cortar os grãos crus das espigas: apenas cubra as espigas descascadas com água e deixe ferver por alguns minutos.)

✅️ Refrigere ou congele o caldo de milho e use-o para sopa, risoto, macarrão, arroz e muito mais. Ou use-o para hidratar os grãos, qusndo sua receita  exigir.  

✅️ Guarde as cascas para embrulhar bolos, doces de Festa Junina ou apenas para decoração.  

✅️  Se você cortar os grãos, raspe a saborosa polpa de milho (ou “leite”) das espigas com as costas de uma faca. Essa polpa adicionará muito sabor a qualquer prato de milho que você estiver fazendo. 

✅️ Ao cortar os grãos de milho da espiga, é melhor cortar cada espiga pela metade transversalmente. Isso não apenas significa que você faz cortes mais curtos ao cortar os grãos, mas também tem um lado perfeitamente plano e estável (o lado cortado) sobre o qual descansar cada metade da espiga ao cortar. 
0

Aos domingos geralmente trago  receitas antigas, resgatadas  de recortes ou cadernos de família. Mas como estou viajando  para o Sul, decidi compartilhar o Ninho, um tradicional doce de uma das mais antigas confeitarias em funcionamento na capital paranaense, a Bombocado, no bairro Cristo Rei, em Curitiba. 

É uma massa leve, recheada com coco, que recebe uma generosa quantidade de creme feito à base de nata assim que sai do forno. Dizem que tem esse nome porque seu formato lembra os ninhos de passarinho. Além da receita tradicional, a confeitaria oferece variações do doce com recheio de maçã ou banana.
INGREDIENTES 

▶️ Massa

● 10 gramas de fermento biológico seco ou  30 gramas de fermento biológico fresco (2 tabletes)
● 5 colheres (sopa) de açúcar refinado
● 2 xícaras (chá) de leite morno
● 3 ovos
● 100 g de margarina
● 1 kg de farinha de trigo (aproximadamente)

▶️ Recheio

● 5 colheres (sopa) de manteiga
● 1 pacote de 100 g de coco ralado
● 3 colheres (sopa) de açúcar refinado

▶️ Cobertura

● 1 pacote de nata (produto comum no sul do país)
● 2 a 3 colheres de sopa de açúcar refinado
▶️ PREPARO 

1. Coloque em um recipiente, o leite morno, os ovos, a margarina, o açúcar e o fermento. Misture bem e vá acrescentando a farinha devagar. 

2. Sove bastante a massa com as mãos, até ela pegar liga. A massa ficará levemente pegajosa. Sove bem e deixe em repouso por 15 minutos.

3. Divida a massa em 4 partes iguais e abra com o rolo, formando retângulos com espessura de meio centímetro.

4.  Espalhe o recheio : com uma colher, passe a manteiga na massa aberta. Após isso, salpique o açúcar e coloque o coco. Enrole cada retângulo como um rocambole. 

5. Corte em fatias com 3 cm de largura (ou pouco mais de dois dedos) e coloque-as deitadas cobre assadeira untada, deixando cerca de 2  cm de espaço entre elas, pois irão crescer e encostar uma na outra. 

6. Cubra com um pano e deixe crescer até  dobrarem de tamanho.

7. Asse em forno médio pré-aquecido a  180 °C durante 15 a 20 minutos.

8. Enquanto isso, faça a cobertura. Coloque no recipiente de batedeira a nata e acrescente o açúcar. Bata só pra misturar.

9. Retire os ninhos do forno, espere amornar ne cubra com o creme.

DICAS

✅️ Se na sua região  não encontrar  nata, utilize creme de leite fresco.
✅️ Caso haja sobra de um dia para o outro, coloque num recipiente fechado e guarde. 
✅️ Há  quem prefira servir o creme frio sobre o ninho levemente  aquecido. 
0

Para receitas de pão rápido, como pão de banana ou muffins, você pode trocar mais facilmente o óleo pela manteiga. A manteiga é apenas cerca de 80% de gordura, enquanto o óleo é 100% de gordura. Para manter o mesmo nível de gordura, a regra geral é reduzir a quantidade de óleo em cerca de 15% em comparação com a quantidade original de manteiga exigida. 

Você também pode adicionar um pouco de água, cerca de 1 ½ colheres de sopa por 4 onças de manteiga.

O contrário também é  válido.  Você  pode substituir o  óleo de uma receita original por manteiga. Nesse caso, ao invés de reduzir, deve aumentar em 15% o peso exigido.
0

Se sua família também se reuniu para um churrasco e sobrou carne ? Hoje vou lhes ensinar uma receita  de reaproveitamento que é  um sucesso : Arroz Carreteiro.  É uma forma saborosa de  dar vida nova ao que era resto, transformando  numa comida caprichada, cheia de sustância e sabor. 

E você pode fazer tanto com carne crua quanto com carne já grelhada ou assada. Se tiver das duas maneiras, comece pelas cruas. Em relação aos legumes, deixo minha sugestão, mas faça  a combinação que tiver em casa. E os ovos cozinhos são  só porque adoro ovos, mas são opcionais. 

▶️ INGREDIENTES 

● 600 gramas de carne, cortada em cubos pequenos (serve qualquer tipo, mas o carreteiro mais saboroso  será  com carne dd cistela)
● 100 gramas de bacon
● 2 gomos de linguiça, pelo menos ( o ideal seria  uma calabresa e uma toscana)
● 2 cubos de caldo de carne

Legumes Picados 
● 3 tomates 
● 1  abobrinha
● 2 cebolas 
● 4 dentes de alho
● 1 pimentão vermelho
● 1 pimentão amarelo
● 1 punhado de cheiro verde 
● 5 ovos cozidos 
▶️ PREPARO 

1. Numa panela grande, coloque a gordura de sua preferência e frite os restos de carne que não  chegou a ser churrasqueada. 
2. Depois de tudo ficar bem douradinho, adicione as carnes do churrasco, com as linguiças . Na sequência, os legumes picados. 
3. Assim que estiverem levemente fritos, coloque duas xícaras de arroz para cozinhar junto.
4. Adicione de 7 xicaras de água quente para um arroz úmido ou 5 xícaras para uma versão mais sequinha. 
5. Esfarele os dois cubos de caldo de carne. Experimente e, se necessário, ajuste o sal e a pimenta-do-reino.
6. Para um arroz mais seco, tampe deixando uma fresta e confira o ponto depois de 15 minutos. Para um arroz caldoso,  vá mexendo enquanto o arroz cozinha. 
7. Quando estiver no ponto, finalize com cheiro verde e com os ovos cozidos cortados em rodelas.

DICAS
✅️  Quando se servir, espalhe um fio de azeite sobre a comida. Verá  que faz diferença.  
✅️ Se os legumes ( já  cozidos) também tiverem sobrado do churrasco, apenas pique e junte apenas no final do preparo.
✅️  Para tomates com um sabor mais fresco, coloque os cubos junto com o cheiro verde. 
0

Sempre digo por aqui se todos aprendemos e todos ensinamentos, sempre. E em minha recente visita à  minha mãe,  aprendi essa deliciosa e fácil  receita de bolo que vou compartilhar  com vocês.  

Trata-se de uma nova versão de Bolo Indiano. Há  alguns meses ensinei o preparo tradicional, com farinha de rosca e que é  famoso nas padarias de São Paulo. Já  este bolo é  um bolo bem caseiro, supermacio e com aquela calda maravilhosa, feita com leite condensado e um toque de canela. 

E a receita foi ensinada originalmente pelo padre Ítalo Souza, no programa "Mais Você", da Rede Globo.  Confira !

▶️ INGREDIENTES 

Para o bolo
• 1 iogurte natural (170g) – sem sabor
• 1 medida de óleo de soja (ver dicas)
• 4 ovos inteiros
• 2 medidas de açúcar
• 1 colher de sopa de canela em pó
• 2 medidas de farinha de trigo
• 1 colher de sopa de fermento em pó 

Para Cobertura 

• 1 lata de leite condensado (395g)
• 1 caixinha de creme de leite (200g)
• 2 gemas
• 1 colher de sopa de margarina 
▶️ PREPARO 

Massa 

1. Adicionar o iogurte, o óleo, os ovos, o açúcar e a canela no liquidificador. Bater por 3 minutos. 

2. Em seguida, adicionar a farinha e bater no liquidificador até incorporar a massa. 

3. Por último, adicione o fermento e misture suavemente. 

4. Coloque a massa em uma assadeira untada com farinha. Leve para assar em forno pré-aquecido a 180°C por aproximadamente 40 minutos ou até que a massa esteja dourada e assada por dentro. 

Cobertura 

Coloque todos os ingredientes em uma panela, misture bem e leve ao fogo médio, mexendo sem parar até atingir ponto de brigadeiro mole. 

Montagem 

1. Depois do bolo assado e frio, desenforme 

2. Colocar a cobertura sobre o bolo 

3. Polvilhe canela em pó 

DICAS

✅️  Iogurte - 1 medida equivale a um pote de iogurte de 170 gramas
✅️ Montagem -  O bolo original foi feito numa forma com buraco no meio, mas se preferir você pode optar por uma forma redonda ou quadrada,. 
0

Mês de Festas Juninas. Então selecionei uma receita super fácil de brigadeiro,  que tem tudo  a ver com a época  e com um dos ingredientes mais queridos  : a paçoca.  

O único  cuidado  importante é  deixar a "massa" descansar  por algumas horas para que ganhe a consistência necessária  para ser enrolada. O rendimento é  de cerca de 30 unidades. Vamos lá.

▶️ INGREDIENTES 

● 1 lata (395 g) de leite condensado
● 1/2 caixinha de creme de leite
● 2 colheres (chá) (10 g) de manteiga sem sal 
● 200 g de paçoca de amendoim tipo rolha, esfarelada 

● 1 colher (sopa) (15 g) de manteiga sem sal, para untar 

▶️ PREPARO 

1.  Numa panela média de borda alta e fundo grosso, junte o leite condensado e a manteiga, leve ao fogo baixo e, sempre mexendo, cozinhe por 10 a 15 minutos, até que a massa fique brilhante e com um colorido mais intenso. 

2. Acrescente o creme de leite. Mexa o tempo todo, para não deixar grudar nem queimar no fundo, e tome cuidado, pois a mistura pode  espirrar. 

3. Quando a panela começar a chiar, incline-a um pouquinho e veja que se formam pregas na massa. Ela deve desgrudar do fundo   da panela.

4.  Retire a panela do fogo e misture 1/3 da paçoca. Depois, transfira a massa para um refratário pequeno untado com manteiga e deixe esfriar, à temperatura ambiente, por pelo menos 5 ou por até 24 horas. 

5. Ao sair do fogo, o brigadeiro ainda estará mole, mas ele ficará firme quando esfriar completamente.

6.  Coloque a paçoca restante numa tigelinha e reserve. 

7. Unte as mãos com um pouco de manteiga, pegue porções de massa com uma colher de chá, enrole formando bolinhas e passe-as na paçoca.

DICA 

✅️ Se quiser, prepare os brigadeiros na véspera, coloque num refratário, cubra com filme plástico e mantenha à temperatura ambiente. 

✅️ Arrume os brigadeiros numa travessa ou em forminhas de papel e sirva.

Gostou ? Se quiser mais receitas juninas, deixe seu comentário ou sugestão 😘
0

Fiz este bolo pela primeira vez no primeiro ano da pandemia do Covid, em 2020. Estava em férias por Santa Catarina, mas presa no apartamento por causa do distanciamento social . Então, como em casa não temos "tempo ruim", fomos para a cozinha e nos acabamos, preparando bolos, doces, pães e tudo o mais que a gula permitiu. 

Daquela temporada muita coisa nos agradou, mas este bolo realmente ficou na memória. A massa é a tradicional norte-americana e a combinação com recheio de cocada cremosa criou uma espécie de Bolo Prestígio, mas em um patamar acima. A maciez e umidade da massa, aliada ao recheio denso e com forte presença do coco fresco, são irresistíveis. E como sei que muitas de minhas leitoras são profissionais da confeitaria, recomendo fortemente que façam para sua clientela. Tenho certeza que todos vão adorar !


▶️ INGREDIENTES

Para o bolo

● 4 ovos

● 3 xícaras de açúcar refinado (xícara padrão de 240 ml)

● 3 xícaras  de farinha de trigo

● 1 e  1/2 xícara de chocolate em pó (recomendo com 50 % de cacau)

● 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio

● 1 e 1/2 colher de chá de fermento

● 300 ml de  Buttermilk ( veja abaixo como fazer )

● 1 e 1/2 xícara de água morna

● 1/2  xícara de óleo

● 2 colheres de chá de extrato (ou essência) de baunilha 

Para o Ganache 

● 600 gramas de chocolate meio amargo picado

● 300 ml de creme de leite

● 2 colheres de sopa de manteiga


Para a Cocada Cremosa

● 200 gramas de coco fresco ralado fino

● 2 latas de leite condensado 

● 2 gemas 

● 1 colher de café de extrato (ou essência) de baunilha 

● 3 colheres de sopa (rasas) de farinha de trigo

● 400 ml de leite integral 

● 1 colher de sopa de manteiga


▶️ PREPARO

Ganache

1. Para fazer o ganache, acrescente o creme de leite no mesmo bowl do chocolate, lembrando que  este tem que estar picado.  Leve para derreter no micro-ondas por um minuto e, com uma colher, mexa bem até obter uma mistura homogênea e bem cremosa. 

2. Se o chocolate não tiver derretido por completo, leve novamente ao micro-ondas por cerca de trinta segundos. 

3. Em seguida, acrescente a manteiga e mexa para esta dissolver e ficar uniforme. Ela trará mais brilho e maciez, resultando num creme liso.

4. Com o ganache pronto, cubra com plástico filme, em contato, para evitar que o preparo fique ressecado. Deixe descansar em temperatura ambiente por pelo menos duas horas para ganhar consistência. 

Buttermilk

1. Comece preparando o buttermilk (leitelho), que é a alma da receita. Este nada mais é que um leite levemente talhado, que deixa os bolos mais macios e saborosos.

2. Para fazer basta adicionar o  vinagre ao leite. Mexa e deixe repousar por quinze minutos. 

Bolo de Chocolate

1. Para fazer a massa, comece peneirando  os ingredientes secos : farinha, chocolate em pó, açúcar, o bicarbonato de sódio e o fermento.  Misture tudo com o auxílio de um fouet até conseguir uma mistura uniforme. 

2. Acrescente os ingredientes líquidos : os ovos , o buttermilk, o óleo, a água morna e a essência de baunilha.  Bata tudo com uma batedeira ou de maneira intensa, usando um fouet. Garanta que a mistura esteja homogênea passando uma espátula pelo fundo do recipiente. 

3. Não se assuste, pois esta massa fica bastante líquida .

4. Despeje  nas formas, previamente untadas e polvilhadas com chocolate,  e leve para assar em forno pré-aquecido a 180 graus, por cerca de 30 a 40 minutos ou até espetar um palito e ele sair limpo.

Cocada Cremosa

1. IMPORTANTE : utilizei coco fresco ralado fino. Ma você pode fazer o recheio com coco desidratado. Nesse caso, leve ao fogo 1 xícara de chá de leite e 1/2 xícara de açúcar. Aqueça levemente e despeje 200 gramas de coco desidratado. Reserve.

2. Em panela de fundo grosso, misture 2 latas de leite condensado, as 2 gemas, o extrato de baunilha, 3 colheres de sopa rasas de farinha de trigo, 400 ml de leite integral  e  1 colher de sopa de manteiga. Misture bem, em fogo baixo. 

3. Por ultimo,  junte o coco (fresco ou seco previamente hidratado, como preferir) e levar ao fogo médio até formar um cocada mole. A consistência tem que ser cremosa, mas  não muito mole, pois terá sustentar três camadas de bolo.

MONTAGEM

1.  Com as massas já frias, observe como o bolo fica escuro e extremamente macio, não havendo a necessidade de ser molhado. 

2. Para um acabamento mais profissional, corte o topo, nivelando. 

3. Em um prato de servir passe um pouco de ganache e espalhe com uma espátula para fixar a montagem.  

4. Coloque a primeira parte do bolo  e cubra generosamente com a cocada cremosa.

5. Cubra com a segunda parte do bolo,  e espalhe mais (e bastante) recheio de cocada. 

6. Por fim, coloque o  último bolo e espalhe ganache no topo. Preferi fazer detalhes com bico de confeitar, tanto em cima como na base, mas fique à vontade para usar a criatividade.

7. Minha montagem foi ao estilo Naked Cake, mas você pode cobrir as laterais com ganache, se preferir.  Mas não se preocupe em deixar totalmente reto, pois a ideia é manter um aspecto mais rústico, expondo o recheio, que é o grande atrativo. 

8. Coloque o bolo na geladeira por pelo menos duas horas. Assim ficará mais firme na hora de cortar e servir

DICAS

Forma - O bolo foi assados em três formas,  de 20 centímetros de diâmetro, previamente untadas e polvilhadas com chocolate em pó. Você pode untar com manteiga, margarina ou desmoldante. 

Chocolate - dê preferência ao chocolate em pó, com pelo menos 50 % de cacau. Não use achocolatado , pois o bolo ficará enjoativo e a massa não ficará escura. Afinal, o diferencial desse bolo é o sabor intenso e a cor negra da massa.

✅  Camadas  - Como eu tinha muito recheio e decidi usar tudo, cortei uma das massas de bolo ao meio e fiz um bolo com três camadas de recheio.

0

Não há  receita mais vintage  que arroz de forno, um hit nos recortes que integram o Acervo D. Sarah [uma preciosa  coleção de receitas antigas que herdei da filha de D. Sarah dos Santos Lima Rocco] . Há  vários preparos, mas o que trago hoje deve ser o mais comum, com ingredientes fáceis e baratos. 

✅️  INGREDIENTES 

● 4 xícaras (chá) de arroz cozido
● 100 gramas de queijo mussarela ralada
● 100 gramas de presunto cortado em cubos pequenos
● 1 cenoura ralada
● 2 colheres (sopa) de salsa (ou salsinha) picada
● 2 unidades de ovo
● 1 xícara (chá) de leite
● 1/2 copo de requeijão
● 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
sal a gosto
● pimenta-do-reino a gosto

✅️ PREPARO 

1. Em uma tigela, misture o arroz, a mussarela, o presunto, a cenoura e a salsa. 

2. Coloque em um refratário untado com margarina. 

3. No liquidificador, bata os ovos, o leite, o requeijão, o queijo ralado, o sal e a pimenta. 

4. Despeje sobre o arroz e asse no forno, pré-aquecido, a 200 °C durante 30 minutos ou até dourar.


■  Publicado originalmente na  livro   "Revista Claudia", outubro/1961 ■ 

☆ ☆ ☆ 

Reproduzo as imagens como no original, observando  que as receitas da seção Acervo D. Sarah NÃO  FORAM TESTADAS pelo blog. A proposta é  apenas resgatar a memória dessas publicações e evitar  que se percam. 
0

Tia Sô

authorOlá, meu nome é Solange Grignolli. Nasci no Paraná (com muito orgulho) e, não posso negar, sou do século passado. Adoro o Sul do país e as coisas simples da vida. Sou sincera, honesta e leal. Adoro meu marido, meu filho, meus amigos e minhas cachorrinhas. Sou o que sou, sem frescuras, e gosto muito de pessoas assim também.
Seguir