PENNE AO MOLHO PESTO SICILIANO

Clique para ampliar
Após me aventurar na cozinha com coragem e mérito, ao preparar uma receita tradicional de risoto, com parmesão e Martini Dry -- especial para uma data especial -- me animei, com aval da Tia Sô, e fiz uma massa (meu prato favorito) com molho pesto siciliano. O pesto original nasceu em Gênova, cidade portuária da Liguria, e tem como característica ser um molho verde, à base de manjericão, queijo de ovelha e parmesão. Mas como não dispenso o tomate, prefiro esta variação que foi criada no sul da Itália, com tomate cereja e ricota. O sabor é forte, mas passa longe de ser enjoado e esta receita leva, como é nosso costume, mais tempero que o recomendado pelos chefs (alho, salsa e pimenta).

Exclui apenas um ingrediente chamado pinoli,  muito empregado em receitas doces e salgadas das cozinhas italiana e sírio-libanesa. Pra mim é uma semente sem graça, que nada acrescentaria ao sabor, além de ser muito cara --  é vendido a R$ 290,00 o quilo (o valor é este mesmo, R$.290,00) --, batendo com folga outras sementes, como macadâmia (R$ 80) e nozes (R$ 58). Seria possível substituí-la por amêndoas trituradas, mas acho que é dispensável.

Alguns recomendam extrair as sementes e o líquido dos tomates, mas isto deixa o molho mais seco. Prefiro, então, apenas cortá-los ao meio e triturar no processador. Mas, ainda assim, se o molho ficar denso, sirva o macarrão no prato sem escorrer inteiramente a água. Assim, quando colocar o molho ele deve incorporar com mais facilidade. Se sobrar, basta guardar numa travessa de vidro e cobrir com papel filme (resista a armazenar em potes de plástico, não vale a pena!). Vamos lá.


Ingredientes

  • 2 dentes de alho grandes
  • 1 maço de folhas de manjericão fresco (grande ou anão) 
  • Salsa e  orégano frescos
  • Azeite de oliva extra virgem
  • 100g de queijo parmesão
  • Pimenta-do-reino moída na hora
  • 500g de tomate-cereja (o amarelo também é bem vindo)
  • 150g de ricota (cerca de 1/3 de uma embalagem comum, de 500 g)
  • Sal

Modo de fazer

Primeiro corte os tomates ao meio. Se encontrar tomates amarelos, não tema arriscar e guarde alguns para decorar os pratos ao final. Descasque e fatie finamente o alho. Destaque as folhas de manjericão dos talos e reserve. Pique finamente os talos de manjericão.

Utilize um processador de alimentos ou, se não tiver, um liquidificador mesmo serve. Neste último caso, utilize apenas a função "pulse" para não triturar demais os ingredientes. Adicione o manjericão, o alho e seja generoso no azeite de oliva. Aos poucos, acrescente os tomates, o queijo parmesão ralado e a ricota. Você pode misturar tudo em baixa velocidade no processador de alimentos ou pode usar um pilão. Mexa bem, sempre girando para um lado e para outro, triturando os ingredientes.

O molho pesto siciliano ficará com consistência cremosa e uma cor avermelhada. Prove e ponha um pouco mais de sal e pimenta se achar necessário. Salsa fresca e folhinhas de orégano ajudam no aroma o no sabor, portanto se gostar de tempero forte, não tema abusar dos temperos. Sirva com a massa de sua preferência. Eu prefiro o penne ou rigatoni, pois o formato permite que o molho vire quase um recheio.

Ass.: Marido

2 comentários:

  1. Você esqueceu de acrescentar as nozes ou amêndoas... Se isso, não se faz o "pesto"...

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    As noves ou amêndoas (e até pinoli) fazem parte da receita tradicional de pesto, originária de Gênova, na Ligúria, norte da Itália. A variação que apresento aqui é do "pesto" da Sicília, elaborado com os produtos comuns daquela região.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado, crítica ou dúvida, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Tia Sô

authorOlá, meu nome é Solange Grignolli. Nasci no Paraná (com muito orgulho) e, não posso negar, sou do século passado. Adoro o Sul do país e as coisas simples da vida. Sou sincera, honesta e leal. Adoro meu marido, meu filho, meus amigos e minhas cachorrinhas. Sou o que sou, sem frescuras, e gosto muito de pessoas assim também.
Seguir



Minhas Coisinhas